Sinta como agora tudo é diferente

Na reunião de hoje, quarta-feira dia 08/07/2015, repassamos uma essência de positivismo para reestruturação de nosso interior e ideais em relação aos alicerces de nossa felicidade diária e edificação de nossa alma.

 

tema de reuniao 08-07-2015
“Se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol.
Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.
Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra.
O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música.
Os olhos são cegos. É preciso buscar com o coração
“.
(Exupéry)
 


Você e eu paramos. Consertamos os estragos que os reveses da vida nos deixaram. Estamos em processo de transformação. Assumimos nossa história pessoal, reformulando percepções distorcidas, dando um significado novo aos acontecimentos, às pessoas, às coisas. Nossa programação mental, diária, tornou-se uma terapia gratificante e eficaz, que ajusta nossa vida à realidade que enfrentamos.

Nossa evolução pessoal é um fato comprovado. Estamos em crescimento. Em construção permanente. Amadurecemos lentamente, mas sempre. Não somos perfeitos. Buscamos a perfeição. Não somos totalmente felizes. Buscamos a felicidade. Ainda não somos santos. Buscamos a santidade.

Uma coisa, no entanto, sabemos com certeza:

– Quem caminha,  um dia chega!

Sabemos o rumo. O caminho, nós o fazemos. Cativamo-nos novamente. A vida nos cativou… E tudo ficou inundado de sol! Como por encanto, o mundo ficou diferente. A alegria de viver voltou a estampar-se em nosso rosto, a iluminar nossos olhos. Há neles, agora, um brilho mágico, musical, contagiante e colorido. Sim, colorido… e cheio de graça, capaz de atrair e cativar os outros.

Colorido… porque o mundo tomou as cores do nosso coração. Pela nossa transformação, tudo se transformou. As pessoas parecem não ser mais as mesmas. São mais queridas, mais simpáticas, mais amigas… A cidade em que vivemos tem ruas, que não são as mesmas que antes palmilhávamos…

Nossa casa é mais bonita agora. Nosso quarto, mais aconchegante…

O trabalho diário recobrou sentido e gosto. Nosso lar, a família, o marido, a esposa, nosso ideal… Tudo se modificou!

Belezas que agora descubro, por que não as via antes?

Músicas que agora ouço, no cantar dos pássaros ou na sinfonia do universo, por que não as ouvia antes?

Amigos que agora estimo e valorizo, por que antes não os amava como hoje eu os amo?

Eu era cego. Éramos cegos, quem sabe… Não víamos com o coração.

Em nossos olhos, a tristeza ofuscara o brilho da alegria. Hoje tudo é diferente. Nosso olhar está iluminado. É o brilho do amor que nele reluz. Do amor que renasceu. Do amor que fará os outros renascerem.

O mundo tornou-se novamente amigo. Morreram nossa indiferença e nosso pessimismo. Sentimo-nos jovens, renovados e fortes. Há uma certeza que conosco carregamos:

– o mundo será melhor, quando nós mesmos nos convertermos. Quando convertermos nossos pensamentos negativos em positivos. Nossa frustração em realização. Nossa mágoa em perdão. Nossa morte em ressurreição.

Estamos seguramente a caminho. Autodeterminamo-nos, na liberdade interior de escolher o que nos é melhor, e somente isso!

Aos poucos, é-nos possível compreender a palavra inspiradora da Escritura:

“Tudo concorre para o bem daqueles que Deus ama”.


* Trecho do livro “Além do que se Vê”, revisado pelo escritor paranaense Jalil Kamel Elias Bou Assi

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

 

* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Esta entrada foi publicada em Cabala. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta