Reencarnação e Transformação Humana – Evolução da Consciência

Na reunião de hoje, quarta-feira dia 03/06/2015,  repassamos uma pesquisa de teor essencial aos que navegam pelo universo investigando a vida e sua abrangente teia de informações nos variados assuntos sobre o esoterismo e reencarnação; sendo um tema que tem sido discutido em redes sociais e programas abertos ao público, no campo da ciência e consciência mundial, e em destaque maior o envolvimento da Cabala.


a luz da conciencia

A reencarnação parece ser um conceito estranho para a maioria das pessoas. Muitos a consideram um sistema de crença concernente apenas aos devotos do budismo e do hinduísmo. Surpreendentemente, porém, uma pesquisa de opinião realizada pelo Instituto Gallup, em 1982, mostrou que 23% dos norte-americanos acreditam na reencarnação.


A reencarnação é um sistema que explica a função dos nossos diversos corpos de energia e o modo como nos expressamos no plano físico. O plano físico é conhecido como o mundo da experiência.


Na literatura esotérica, ele frequentemente é mencionado como sendo o laboratório da vida, um local onde são realizados os experimentos físicos da personalidade humana. Os experimentos físicos que investigam as leis relativas à nossa substância física só podem ser realizados no plano físico.


Certas observações psíquicas realizadas por Geoffrey Hodson, renomado clarividente inglês, reforçam a ideia da existência de um predecessor etérico do corpo físico. Hodson deu uma notável contribuição ao estudo da clarividência por ter trabalhado com diversos cientistas ao longo de toda a sua vida a fim de testar suas habilidades psíquicas especiais em condições controladas. Um dos seus mais extraordinários estudos realizados foi a investigação clarividente do desenvolvimento do embrião humano desde a concepção até o nascimento.


Examinando, por meio da clarividência, o ‘molde etérico pré-natal’   que surge pouco depois da concepção  assemelha-se a um corpo de bebê constituído de matéria etérica, com certa luminosidade própria, vibrando suavemente, um ser vivo, a projeção etérica do Arquétipo conforme é modificando pelo karma.


Dentro do molde etérico podemos ver um esboço de todo o corpo em termos de fluxo de energia ou linhas de força, cada um em seu próprio comprimento de onda. Cada tipo de tecido futuro está representado, diferido de outros tipos porque a energia  da qual ele é um produto final, onde ela própria está em outra frequência. Assim, os ossos, músculos, tecidos vasculares, nervos, cérebro e outras substâncias estão todos representados no molde etérico por correntes de energia de frequências especificas.


A ação das vibrações emitidas sobre a matéria livre circundante talvez seja o fator que faz com que os átomos se juntem em diferentes combinações moleculares para produzir os diversos tipos de tecidos. Essas moléculas são atraídas para as linhas de força e se “estabelecem” nos locais apropriados do corpo em crescimento, em virtude de vibrações solidárias ou ressonância mútua. 

Assim, mais uma vez, todas as partes do corpo físico se adaptam exatamente, tanto em forma como em substância, ao Ego que irá encarná-lo. (‘os grifos são nossos’)


Observamos também a citação do Dr. Tiller, em que os indivíduos da nossa espécie são seres cujo nível primário de existência é o nível do “não-espaço” e do “não-tempo”. O nível primário da mente, por exemplo, origina-se no nível mental e acaba penetrando no corpo físico, depois de passar pelas diversas camadas energéticas sutis que o rodeiam. Esses veículos energéticos superiores existem em níveis de frequência (ou planos de existência) que estão fora da orientação espaço/tempo (positiva) convencional. Isso obviamente está em contradição com as crenças de muitas pessoas.


As experiências de cada existência são processadas inicialmente nos níveis astral e mental, mas integradas de forma mais complexa no nível causal e nos níveis espirituais superiores. Estes últimos níveis são mais permanentes, ao passo que os veículos energéticos inferiores são dispositivos de aprendizado transitórios.



Revisado pelo escritor paranaense Jalil Kamel Elias Bou Assi

Fraternalmente,

 

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta