O que é realmente Magia. A Letra BETH: A Sacerdotisa e a Cabala.

Caros leitores,

Na reunião de hoje, quarta-feira dia 11/12/2013, apresentamos os temas sobre A Magia, e sobre A Letra BETH: A Sacerdotisa e a Cabala.

O que é realmente Magia?

 templo azul

Existem várias definições, segundo a experiência e os conhecimentos de cada um. Por isso daremos nossa explicação. A Magia é a ação de várias energias, canalizadas para os objetivos pré-determinados, podendo utilizar-se de rituais, invocações e instrumentos simbólicos. Através de diversos processos estas energias são captadas, transmutadas, transformadas e dirigidas pela mente para a realização do objetivo.

Sempre existiu Magia, e sempre existirá, porque a invocação individual ou coletiva também é um ato de magia. Durante a evolução da Humanidade vários níveis de magia têm surgido colocados em ação pelos mais diversos tipos de seres humanos.

Na sua origem ela não é boa nem má; é a vontade ou direcionamento à intenção ou sentimento, e seus objetivos que a tornam branca ou negra. Não vamos tratar da magia comum dos Homens que em todos os tempos procuram geralmente iludir o ser humano, e disso tirar seus proveitos pessoais.

Vamos falar de uma magia transcendente, que é utilizada sempre para o benefício do planeta e da Humanidade. Por isso muitos chamam-na de magia branca.

A evolução é uma conquista eterna da expansão da consciência, da mente, da alma e do espírito, dentro da escala cósmica dos ciclos energéticos, universais; logo, também, é um ato de magia. O espírito com seu corpo de manifestação, a alma, e esta também com seu corpo de expressão, a personalidade ao longo de suas inúmeras vidas nos mundos mais densos é matéria universal; manipula diversas energias para poder atingir o seu centro geométrico cósmico, através do ritual da vida, atrai para seu ser interno os mais diversos tipos e níveis de energias que, depois de devidamente transmutadas e expandidas, nos corações e mentes, conseguem atingir a fusão alquímica; e, com isso, a sublimação das energias, para depois espalhá-la à sua volta.

A vida é um ato mágico que o ser humano não consegue ainda enxergar corretamente, levando à distorção que se reflete em seu próprio processo mágico, provocando sofrimentos, amarguras e dores. Nos processos mágicos, as energias têm que ser sabiamente escolhidas e combinadas, não podendo serem escolhidas aleatoriamente, pois podem provocar choques que trazem problemas muito sérios.

Mestre Anônimo.

A letra BETH: a Sacerdotisa e a Cabala

 kundalini

A mulher da alquimia sexual, e o homem saiu do paraíso pelas portas do Éden.

O Éden é o próprio sexo. Aquele que quiser entrar no Éden tem que procurar a porta.

A mulher é a porta. Os orientais falam em despertar o kundalini.

O kundalini é o fogo sagrado do espírito santo. É o fogo de pentecostes, é a serpente ígnea de nossos mágicos poderes. É um fogo potentíssimo e está encerrado no cháckra MULAAHARA. E há também um outro cháckra muito próximo, chamado MULADARA que está situado no cóccix, que é o templo, e tem quatro pétalas que forma uma cruz. Esta é a espada flamejante, e com esta espada ígnea o discípulo desperta todos os poderes e converte-se em rei e sacerdote do universo, com poderes sobre a terra, a água, o fogo e o ar.

Ao longo da medula espinhal existe um canal chamado no oriente de “canal de suhuahumna”. Este canal medular há um fio nervoso por onde sobe o kundalini, e conforme este vai subindo a medula espinhal, os nossos poderes ocultos vão despertando.

A Cabala fala dos Dez Sephirotes, ou emanação, que são os modos manifestadores de Deus, ou os Atributos de Deus manifestado. Assim como a letra BETH, em hebraico, que declina e manifesta o dom de sacerdotisa, sendo a mulher.

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta