O Dia em que foi Descoberto o Raio X

Caros leitores,

Na reunião de hoje, quarta-feira dia 11/09/2013, foi desenvolvido dois temas bases, sendo um sobre o dia em que foi descoberto o Raio-X, e outro sobre as decisões da mente. E na continuidade da pesquisa sobre a hierarquia angelical segue sobre os Serafins.

O Dia em que foi Descoberto o Raio X

Uma descoberta que contribuiu para o aperfeiçoamento da Medicina Moderna e abriu novas janelas para uma observação mais profunda da Anatomia Humana, foi a da possibilidade de utilização dos Raios X para a realização de diagnósticos. Os Raios X para nos permitiram enxergar um mundo antes oculto no interior do corpo humano.

Raio X

Junto com o desenvolvimento de aparelhos de diagnósticos baseados no uso dos Raios X, ocorreu uma evolução nos nossos conhecimentos relativos à biofísica das radiações eletromagnéticas. Os primeiros experimentos feitos com campos magnéticos levaram os pesquisadores a deixar um pouco de lado o mundo das reações físicas-químicas celulares, trocando-o pelo dos sistemas biológicos em contínua interação com um ambiente radiacional.

A aplicação dos Raios X para diagnóstico transformou-se numa coisa corriqueira, a utilização de campos eletromagnéticos na medicina. Os Raios X nos permitiram estender a nossa visão para uma nova esfera de frequência, expandindo assim nossas capacidades perceptivas para além dos seus alcances normais.

Todavia, junto com essa extraordinária dádiva que nos permitiu perscrutar o interior do corpo humano, vieram os efeitos colaterais destrutivos da radiação. Ironicamente, Madame Curie, a descobridora do radio, morreu em conseqüência dos efeitos deletérios da radioatividade. No final das contas, porém, os Raios X acabaram sendo utilizados para fins terapêuticos e se transformaram numa poderosa arma contra doenças, como o câncer.

A radiologia terapêutica e sua sub-especialidade, a radiologia oncológica; se desenvolvem a partir dessas primeiras descobertas. A radiologia terapêutica é uma disciplina que se baseia no conhecimento do modo como as radiações eletromagnéticas afetam as células vivas. Quando essas radiações são aplicadas ao tratamento do câncer na questão do dano causado às células é de importância fundamental! Para que os médicos possam aplicar uma dose de radiação terapêutica a um tumor, eles precisam conhecer não apenas os efeitos da energia sobre o câncer, mas também a tolerância a radiação dos tecidos normais em torno do tumor.

A procura de meios para direcionar essa energia, especificamente para as células anormais levou os especialistas em radiações oncológicas a procurarem formas mais exóticas de emissão de energia. Partindo da máquina de cobalto simples e chegando ao acelerador linear, os novos meios de emissão de doses terapêuticas de energia tornaram-se cada vez mais sofisticados.

Mas os Raios X constituem apenas uma parte do processo de transição para o uso de energia na medicina. Um estudo dos usos terapêuticos da eletricidade complementa o nosso modelo de compreensão e tratamento dos seres humanos a partir de uma perspectiva energética.

As Decisões da Mente

Muito antes de tomar decisões, a sua mente já havia resolvido tudo sozinha, e sem lhe avisar. Uma experiência feita no Centro Bernstein de Neurociência Computacional, em Berlin, colocou em xeque o que costumamos chamar de livre-arbítrio: a capacidade que o homem tem de tomar decisão por conta própria. As escolhas que fazemos na vida são mesmo nossas. Mas não são conscientes.

 Mente Cérebro

Voluntários foram colocados em frente a uma tela na qual era exibida uma sequência aleatória de letras. Eles deveriam escolher uma letra e apertar um botão quando ela aparecesse. Simples, não? Acontece que, monitorando o cérebro dos voluntários, via ressonância magnética, os cientistas chegaram a uma descoberta impressionante.

Dez segundos antes de os voluntários resolverem apertar o botão, sinais elétricos correspondentes a essa decisão apareciam nos córtices frontopolar e medial – as regiões do cérebro que controlam a tomada de decisões. “Nos casos em que as pessoas podem tomar decisões em seu próprio ritmo e tempo, o cérebro parece decidir antes da consciência”, afirma o cientista John Dylan. Isso porque a consciência é apenas uma “parte” do cérebro – e como a experiência provou, outros processos cerebrais que tomam decisões antes dela.

Agora os cientistas querem aumentar a complexidade do teste, para saber se, em situações mais complexas, o cérebro também manda nas pessoas. “Não se sabe em que grau isso se mantém para todos os tipos de escolha e de ação”, diz Haynes, “ainda temos muito mais pesquisa para fazer”, “se o cérebro deles deixar, é claro”.

Os Serafins

Quarto estágio das Hostes Angelicais, os Serafins, também provenientes de Vênus, pertencem já à Alta Hierarquia Angélica, de modo que seu contato de mensageiros com a Humanidade é totalmente indireto, à semelhança de devas e querubins.

 Serafins

Mais ainda que estes últimos, os Serafins estão ligados estreitamente à gênese de nosso planeta. Nesta oportunidade remota, crucial e grandiosa, eles vieram de Vênus em número de quarenta e nove, incumbidos de auxiliar na construção do resto de nosso Sistema Solar. Ao longo dos milênios, à medida que findavam o cumprimento de suas tarefas em prol da Terra, foram sendo liberados.

Atualmente, apenas um Serafim, o Grande Mestre Ascensionado Serapis Bey, que é o Chohan do Raio branco-cristal, permanece associado ainda à Terra.

Além de assistentes diretos dos Elohim na Criação dos Mundos, os Serafins atuam como guardiões dos seres iluminados e Avatares. São poderosíssimos e fulgurantes.

Esta entrada foi publicada em Cabala e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta