O corpo espiritual é o Santuário da Memória em sua Independência

 E  S  P  E  C  I  A  L  :     [ 07 de Setembro Dia da Independência do Brasil ]

 

Em relevância ao Dia da Independência do Brasil, presenteamos com esta homenagem espiritual especial à alusiva festividade do nosso povo:

 

O corpo espiritual é o Santuário da Memória em sua Independência

Algumas objeções científicas têm sido apresentadas à teoria irrefutável do corpo espiritual preexistente, destacando-se entre elas, por mais digna de exame, a hereditariedade, a qual somente deve ser ponderável sob o  ponto de vista fisiológico. Todos os tipos de seres dos reinos mineral, vegetal, animal, incluindo-se o hominal, organizam-se, segundo as disposições dos seus precedentes ancestrais, dos quais herdam, naturalmente, pela lei ou os seus defeitos de origem orgânica unicamente. De todos os estudos referentes ao assunto, em vossa época.

Salienta-se a ‘teoria darwiniana’ das glândulas, corpúsculos ‘infinitezimas’ que se transmitem pela vida seminal aos elementos geradores, contendo na matéria embrionária, disposição de todas as moléculas do corpo, as quais se reproduzem dentro de cada espécie. A maioria das moléstias, inclusive a ‘dispsomania’ é transmissível; porém, isso não implica um fatalismo biológico que engendre o infortúnio dos seres, porque inúmeros espíritos, em traçando o mapa do seu destino, buscam com o ‘escolher’, determinado instrumento, alargar as suas possibilidades de triunfo sobre a matéria, como um fato decorrente das severas leis morais, que como no ambiente terrestre, prevalecem no mundo espiritual, o que não nos cabe discutir neste estudo.

Não obstante a preponderância dos fatores físicos nas funções procriadores, é totalmente inaceitável e descabido o atavismo psicológico; hipótese aventada pelos desconhecedores da profunda independência da individualidade espiritual; hipótese que reveste à matéria, poderes que nunca ela possuía em sua condição de passividade e características, reconhecendo-se, pois, a veracidade da argumentação de quantos aceitam a hereditariedade fisiológica, nos fenômenos da procriação. Representando cada ser, o organismo de que provém por filiação, afastemos a hipótese da hereditariedade psicológica, porquanto espiritualmente temos a considerar apenas ao lado da influência ambiente, a afinidade sentimental.

(Mestre Anônimo, adaptado pelo escritor paranaense Jalil Kamel Elias Bou Assi)

 

 

“Liberdade, Igualdade e Fraternidade pela pátria!

A vossa pátria é a terra em que vieste e onde firma vossos pés.

A vossa pátria é o vosso corpo, a pedra filosofal que do pó vieste.

Respeite vossos irmãos, que são por iguais, 

respeite as pátrias de toda a humanidade,

porque entre o céu e a terra não há divisas.”

(Escritor paranaense Jalil Kamel Elias Bou Assi)

 Brasil Bandeira

     * * * Dia 07 de Setembro * * *      

    Dia da Independência do Brasil   

Fraternalmente,

Discípulo Elias 

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

Esta entrada foi publicada em Diversos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta