Lições Espirituais Evolução Pessoal e a Dinâmica dos Cháckras

Caros leitores,

Na reunião semanal de hoje, quarta-feira dia 19/02/2014, iniciada às 20:00hrs com a oração habitual, foi sobre lições espirituais, evolução pessoal e a dinâmica dos cháckras.

chamado

Cada um dos sete cháckras principais tem suas lições emocionais e espirituais específicas a serem aprendidas. Os cháckras são elementos de ligação entre os órgãos, as glândulas, os centros nervosos do corpo e as forças vitais que animam o corpo físico.

O grau de sucesso com que o indivíduo consegue ligar com as lições específicas, inerentes a cada cháckra, irá determinar a quantidade de fluxo de energia que poderá penetrar em seu corpo para manter um estado apropriado de saúde.

Quando um cháckra está funcionando de maneira anormal, em virtude de atitudes impróprias, temores, culpa e velhos registros, contendo mensagens ‘auto-depreciativas’, os órgãos que recebem o fluxo vital desse cháckra são afetados.  Evitar totalmente uma determinada lição pode redundar num bloqueio do cháckra, e ainda causar um fluxo vital inadequado para os órgãos ligados a este cháckra.

A insuficiência de fluxo energético sutil, devido a uma ‘hipo-atividade’ de um cháckra, pode manifestar-se na forma de uma lesão degenerativa, destrutiva ou cancerosa nos órgãos associados ao cháckra que foi privado de energia. Por outro lado, dar excessiva atenção a uma questão emocional pode redundar um excesso de fluxo energético através de um cháckra.

O excesso de atividade de um cháckra pode causar ‘hiper-estimulação’ das glândulas associadas a ele, e ‘super-produção’ de células na forma de crescimento de tumores e inflamação.

As lições dos cháckras e as funções energéticas a eles associadas acham-se sumarizadas no diagrama da dinâmica energética dos cháckras; conforme o estudo, os dois cháckras inferiores (raiz e sacro) são classificados como sendo de natureza fisiológica. Eles estão relacionados com os processos de absorção, assimilação, excreção e reprodução.

As principais questões relacionadas com esse nível são o senso de realidade, a ligação com a terra, a sexualidade e os instintos de sobrevivência. Estas poderiam ser consideradas as questões mais “terrenas” do desenvolvimento espiritual, e que precisam ser corretamente resolvidas e dominadas, a fim de que a consciência possa ascender a níveis de concentração mais elevados.

As forças energéticas sutis processadas através desses dois centros são as energias ‘Kundalini’ e o fluxo pranímico de maneira geral. Embora o prana flua por todo o corpo, o segundo cháckra, ou cháckra esplênico, é considerado o distribuidor central de energia prânica.

As energias ‘Kundalini’ são, obviamente, as principais energias de criação, manifestação e construção de consciência superior. A energia ‘Kundalini’ e o ‘Prana’ são forças que estão mais estreitamente ligadas à interface ‘físico-etérico’ e às energias etéricas de modo geral.

Considera-se que o terceiro, o quarto e o quinto cháckra (plexo solar, coração e garganta) estão mais relacionados com as questões de desenvolvimento pessoal e formação da individualidade. Essas questões incluem a criação de um senso de poder pessoal em relação à própria pessoa, e os seus relacionamentos externos, o desenvolvimento da modalidade mais elevada de amor (voltado tanto para o próprio indivíduo como para os outros), a comunicação e domínio da vontade (disciplina).

No sentido ascendente, esses três cháckra processam energias que se originam respectivamente nos níveis de vibração astral inferior, astral superior e mental inferior. Num nível fisiológico, esses centros controlam os processos de digestão, purificação, circulação, respiração, defesa imunológicas e preservação da integridade do organismo.

Os cháckras principais superiores, os centros da testa e da coroa, são de natureza basicamente espiritual. O centro da testa ajuda a direcionar as forças espirituais superiores (aquelas que vão desde o nível mental, superior, até o nível causal e a outros níveis vibracionais mais elevados) para o terceiro olho.

O processo de assimilação de energia sutil, através do cháckra da testa, ajuda a pessoa a tomar decisões intuitivas e a enxergar além do nível físico (clarividência). Conforme o próprio nome diz, a cháckra da coroa é o centro que ocupa uma posição mais elevada.

O sétimo cháckra é ativado de forma especial: quando a pessoa está praticando meditação ou está empenhada em buscar dentro de si o significado da vida.

Na verdade, os três primeiros centros, cháckras raiz, sacro e do plexo solar, formam uma tríade inferior com funções fisiológicas e de ligação com a terra. Os três centros mais elevados, os cháckras da garganta, da testa e da coroa, formam a tríade espiritual superior (o centro da garganta também está relacionado com a receptividade e as influências vibracionais superiores, através do mecanismo da clarividência).

O cháckra cardíaco é a ponte entre as tríades inferior e superior. É somente através da manifestação da forma mais elevada de amor, que o indivíduo poderá reunir as energias inferiores e superiores. Expressão e desenvolvimento finais, do cháckra cardíaco são o amor incondicional e a ativa demonstração da consciência cristã.

Quando a pessoa aprende a desenvolver e a manifestar os aspectos espirituais superiores do cháckra cardíaco, torna-se mais fácil para ela, promover a eliminação da doença física, não apenas do coração e dos órgãos associados, mas também de todo o corpo físico.

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

* Responsabilidade da escrita, adaptação e edição – Discípulo Elias

* Digitação – Patricia Kelly Hasselmann

Esta entrada foi publicada em Cabala. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta