Instruções Iniciáticas Complementares – Sob o auspício da G.’.L.’.P.’.

Fraternidade EMC – Pesquisa E Divulga:

Conhecimento e aprendizado, sabedoria e crescimento.

O Grupo Fraternidade EMC divulga um belo trabalho de pesquisa que servirá de exemplo aos Aprendizes, Companheiros e Mestres, e a todos que trilham a jornada do aperfeiçoamento. Agradecemos o envio do texto que o irmão nos enviou.

Instruções Iniciáticas Complementares

Sob o auspício da G.’.L.’.P.’.

Glp1948

            Convivendo entre Maçons na família e amigos por muito tempo, foi a partir daí que fui convidado a participar e me tornar um Membro.

Os anseios, o medo de assumir um compromisso e os questionamentos que vinham a tona de como seria se tornar um Maçom foi o motivo da demora para responder ao convite. Deixei o tempo passar e aguardar a resposta vir à tona e foi quando me decidi pensei, vai lá Maurilio que você só tende a ganhar, vai ser melhor para você como ser humano, se tornara um homem mais sábio, conhecera novas e boas pessoas, e terá uma nova experiência de vida, sim, uma experiência de vida a qual me acompanhara pelo resto de minha vida.

Assinei a proposta, as entrevistas e a espera da minha aceitação, mas passou muito tempo e nada. Achei que já não teria mais valor a tal proposta por mim preenchida, após alguns meses comecei a receber alguns e-mails de um desconhecido, JPEREIRA, quem será? Textos filosóficos, histórias antigas e por fim a data da minha iniciação. Ansiedade, angustia, medo se debatiam na minha mente todos os dias aguardando o grande dia. O realmente o que é? Como será?

Apanharam-me em casa, me vendaram e assim o receio do que aconteceria aumentava a cada minuto. Minha audição começou a se aguçar, o olfato também e o estômago a doer. Cheguei a um lugar desconhecido, imaginava algo como um galpão, ouvia homens conversando sobre o dia a dia, enquanto esperava em algum lugar calmo e tranquilo. Muito tempo depois já estava lutando com a minha paciência, querendo que o fim, ou melhor, o inicio de uma nova etapa da minha vida. Entrei em uma sala escura com vários símbolos, alguns assustadores outros até engraçados, assinei um testamento que me dizia com quem deixar meus bens, acreditei que era apenas para me assustar. Tremendo e com os pensamentos embaralhados o preenchi estando certo que venceria todas as provas seguintes.

Descendo as escadas chegando há outro lugar desconhecido, sem saber o que havia ali, ou quem estava ali. Apenas ouvia vozes e sons de metais partiam de todos os lados, e em plena escuridão não sabia o que mais pensar, apenas em confiar no meu guia e fazer o que ele mandava.

A angustia de não ver o que realmente estava acontecendo era cada vez maior e maior também a ansiedade de tirar a venda para enxergar onde estava e quem estava ali.

Em meio as provas e vozes que faziam o ritual imaginava as cenas que estávamos reproduzindo, o lugar, uma caverna, pessoas com trajes da antiguidade, havia uma voz muito forte, bem nítida e essa mesma voz foi o que me confortou, representava uma pessoa importante e muito sábia a qual chamavam de V.’.M.’.

Passando pelas provas chegou a grande hora, foi quando retiraram a minha venda e enxerguei novamente, e com a vista ofuscada me deparei com vários guardiões e suas espadas apontadas pra mim, logo notei que estava em um lugar muito bonito e tranquilizante, o T.’. Queria rir pela satisfação e alegria de vencer todas as provas, rir por ver tantas pessoas e ainda mais, muitos amigos da vida profana que não sabia que faziam parte da Maç.’.. Rir por estar alegre e me sentir bem.

               Foram apresentados alguns símbolos, códigos, comprimentos e três importantes ferramentas, a R.’., o M.’. e o Cz.’.. Ferramentas que usarei no meu dia a dia, onde irei lapidar o meu ser para que em um futuro próximo me torne um homem melhor, em equilíbrio e harmonia comigo e com todos os meus semelhantes.

Usarei o M.’. e o Cz.’., junto com a força física, a razão, a emoção e  o planejamento do que irei trabalhar. Não basta bater em uma pedra bruta sem ter um planejamento, sem saber o que você quer fazer com ela ou aonde quer chegar.

Juntamente com essas duas ferramentas a R.’. irá me ajudar a dividir o meu tempo, o tempo das tarefas diárias as quais terei de realizar. A R.’. o M.’. e o Cz.’. me acompanharão todos os dias de minha vida na transformação e na busca da minha plena felicidade.

Muita coisa mudou depois desse meu primeiro dia como A.’.M.’., mesmo por pouco tempo de L.’. meus pensamentos começaram a mudar, hoje espero ansiosamente pela próxima segunda-feira para participar das sessões.

Muitas coisas boas têm acontecido em minha vida e estar aqui é uma delas.

———————————————————————————

A.’.M.’. Maurilio Marcílio

Aug.’. Res.’. Loj.’. Simb.’. Francisco de Paula Killian

Or.’. São José dos Pinhais – PR

———————————————————————————

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

Esta entrada foi publicada em Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta