Escute o sentimento do próximo

Caros leitores, 


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 05/10/2016, repassamos a mensagem abaixo para que sejamos sábios no cotidiano, recorrendo à Consciência Divina, pedindo a intervenção amorosa para com o próximo, em situações adversas.

jung-frase

Escute o sentimento do próximo

Escute os sentimentos do outro. Tente restringir os seus próprios e seja empático com as emoções do seu oponente. Sinta a dor, a indignação e as angústias “dele”. Ponha de lado as suas – e sinta as dele.

Pergunte a si mesmo: se alguém tivesse dito ou feito para você o que você disse ou fez para outro, como se sentiria? Se puder pôr seu ego de lado o suficiente para considerar isso, então você está no caminho para a superação do tipo de impulso egocêntrico que põe a “si mesmo” acima de qualquer outra consideração e que é incapaz de ver qualquer outro ponto de vista.

Antes  de  falar,  espere  calmamente  em  silêncio  até  que  os  dez  minutos  de  seu adversário  tenham  terminado  completamente,  –  mesmo que  ele  conclua  antes  e  isso signifique  que  os  dois  se  mantenham  em  silêncio  durante  um  tempo. Reconheça, tão amavelmente  quanto  seja  capaz,  que  você  ouviu  o  que  ele  disse  e  que  pode compreender por que está aborrecido. Naquele instante de autocontrole, compreenda que você ganhou um mínimo de controle sobre si mesmo e que deu o primeiro passo para curar a situação.

Por outro lado, se você realmente não compreendeu o que ele disse, então você está bloqueando mentalmente alguma coisa do que ele está dizendo que você não quer ouvir ou receber. Portanto, de novo o seu ego está no controle. Controle-o por sua vez, e convide o outro a se explicar um pouco mais, fazendo o melhor possível para se pôr no lugar dele. Sinta sua dor. Compreenda sua raiva.

Quando tiver recebido o outro em sua compreensão e o tenha reconhecido, as defesas egocêntricas dele diminuirão e você o verá começar a relaxar. Ambos se sentirão melhor. Tendo  feito  isso  calmamente,  devagar,  com  cuidado  –  você  então  dará  um  quadro igualmente claro de como você se sente nas circunstâncias. Não use palavras calculadas para humilhar o seu oponente e assim perturbá-lo. Lembre-se de que:

a) você está fazendo um esforço para controlar seu ego como um primeiro passo para o amor incondicional;

b) você está trabalhando para conseguir paz e entendimento entre os dois, não para ganhar pontos;

c) sua resposta não deve conduzir a um novo conflito porque você usou palavras que o aborreceram de novo. Se fizer isso, – então seu ego venceu a disputa contra você. E sua psique perdeu.”


(Trecho do Livro “Cartas de Cristo”)

* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann


Fraternalmente,

 

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando Por uma Humanidade Mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta