Coluna de Hermes Desvendando o Esoterismo

Caros leitores,

Na reunião semanal de hoje, quarta-feira dia 26/03/2014, segue abaixo tema importante sobre esoterismo envolvendo a essência da Ordem Maçônica.

Coluna_de_Hermes_Desvendando_o_Esoterismo_ImagemPequena

À busca por desvendar filosoficamente o sentido oculto das doutrinas e religiões denomina-se esoterismo. E é natural que dentro desta perspectiva filosófica objetive-se a transformação do ser, de maneira prática, a partir da constatação das verdades que vão se afirmando dentro dele.

Para que não se estabeleça a dúvida, qual seria o termo correto a ser empregado: desvendar ou desvelar mistérios?

Desvendar é despir-se da venda; e desvelar é tirar o véu. Portanto, para poder enxergar melhor é necessário que anteriormente seja retirada a venda, pois sem que isso aconteça, tampouco poderá ser fitado o véu que encobre um mistério. Para ficar bem claro, diz-se que um indivíduo não pode ter a condição de desvelar nada porque lhe é impossível nem mesmo encontrar o véu, pois está obscurecido pela falta de luz – conhecimento, caminho, orientação!

Neste sentido, o ato constante de estudar  e de buscar pela amplitude do conhecimento basta para tirar a venda, contudo não é suficiente para remover o véu, que é, a grosso modo, o mesmo que atingir o discernimento da Sabedoria, o mais próximo que um ser humano pode chegar do divino.

Não esqueçamos que o profano se apresenta, à Ordem, vendado, para que, em condições simbólicas, compreenda no seu devido tempo que ver não é o mesmo que enxergar – ou seja, ver além da imagem ou ver com a alma. Do mesmo modo, ouvir certamente corresponde a um mecanismo fisiológico, enquanto escutar implica em atributos do raciocínio.

Com base nessas ideias, a Maçonaria é uma escola fantástica! Reúne em seu corpo, homens providos de senso ecumênico para compartilhar boas relações, sempre trilhando o caminho do aperfeiçoamento moral. E, se desejarem, podem aparelhar melhor o seu potencial racional pela via da pesquisa esotérica.

Afinal, a grande tolerância maçônica também advém da constatação de que, não importando a orientação religiosa de cada um, todos suspeitam, se é que não já possuem a certeza, de que tudo no universo pode ser compreendido a partir de fundamentos não exclusivamente materiais, mas também espirituais – Yesod.

Finalmente, para efeito de aguçar o interesse pelo conhecimento esotérico, mostro aqui um pequenino véu que cai para revelar outros mais espessos ainda.

Responda a esta questão: Você sabe dizer o que Hermes-Mercúrio, Toth, o Arcanjo Rafael e Merlin “o mago”, tem em comum? Bem interessante… Pois, em perspectivas distintas, são o mesmo ser.

(Texto adaptado do Jornal “O Cavaleiro de São João”)

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta