Autodisciplina diária: O segredo dos segredos

Caros leitores, 


Na reunião de hoje, quarta-feira dia 29/06/2016, repassamos uma mensagem importante e altamente reflexiva para todos os tempos.

humildade sabedoria

Autodisciplina diária:

O segredo dos segredos



“Havia sementes terríveis no planeta do principezinho: as sementes de baobá… O solo do planeta estava enfestado.  E um baobá, se a gente custa a descobri-lo, nunca mais se livra dele.  Atravanca todo o planeta. Perfura-o com suas raízes.

 E se o planeta é pequeno e os baobás numerosos, o planeta acaba rachando. “É uma questão de disciplina”, me disse mais tarde o principezinho.  Quando a gente acaba a toalete da manhã,  começa a fazer com cuidado a toalete do planeta.

 É preciso que a gente se conforme em arrancar regularmente os baobás  logo que se distingam das roseiras,  com as quais muito se parecem quando pequenos.”

(Exupéry)

No solo de nosso planeta, terreno de nosso coração, brotam as mais diversas sementes. Um pouco de tudo é nele semeado, por nós e pelos outros; e nem sempre distinguimos imediatamente das más. Os baobás, quando pequenos se assemelham às “roseiras”, e, no entanto, “são terríveis”, capazes de “atravancar, perfumar , rachar o planeta”. Com muita precisão, observa Exupéry.

Quando se trata de um boabá, é sempre uma catástrofe. Conheceu um planeta habitado por um preguiçoso. Havia deixado três arbustos. Mas é tão pouco conhecido o perigo os baobás e tão grandes os seus riscos”.

Assim é conosco, se nos descuidamos, deixamos crescer as “más sementes”; cultivamos maus hábitos, pensamentos de vingança, de inveja, de cobiça… Deixamos infestar-se o planeta de ervas daninhas e, quando menos esperamos, elas tomam totalmente conta do terreno.

É urgente manter-se alerta! É indispensável uma vigilante disciplina, arrancando cuidadosamente as ervas más, todos os dias, assim que nascerem.

Esta aí o segredo dos segredos: Vigilância e perseverança. 

“Vigiai e orai para não cairdes em tentação.” – Adverte o Mestre.

Em estado permanente de alerta, com o pensamento positivo, reforçado pela fé, pela prece confiante, dia a dia, hora a hora, momento a momento, para que a tentação do pensamento do pessimismo, do medo, da doença, da desgraça, não nos derrube em nossas caminhadas. 

Comece a observar cautelosamente, amigo, os seus pensamentos, suas atitudes, suas reações.

Tudo você observa a analisa. Com desvelo e dedicação. Com amor e paciência. Como quem vive acordado, celebrando, um a um, os passos de sua transformação.

E quantas vezes você vai flagrar-se de cara amarrada, nervoso,  negativo, lamuriento, triste, com medo da vida… Você vai flagrar-se alimentando pensamentos derrotistas, destrutivos, fazendo maus juízos a respeito dos outros, criticando amigos… Você vai flagrar-se desanimado, sem ânimo, sem vontade, sem distinção para o trabalho…

Estas são as tentações que todos os dias, imperceptivelmente, nos assaltam em nossa fortaleza desguarnecida. Quem vive atento, acordado, vigilante, alerta, de “lâmpada acesa em suas mãos”, elimina imediatamente as más tendências que sempre de novo tentam ressurgir, e se infiltrar no terreno fértil de nossa mente subconsciente. E o pequeno planeta, que é cada um de nós, ficará livre, imune da influência perniciosa que os condicionamentos e as programações – pessoais ou alheias – continuam exercendo sobre nós.

“Quem perseverar até o  fim, este será salvo”, assegura o Cristo.

Eis a complementação indispensável para o sucesso, a segunda parte do grande segredo: a perseverança.

Alguns dias, algumas semanas, alguns meses até.. enquanto é novidade, tudo é fascinante e curioso.

Depois, é o correr do tempo que nos coloca à prova. A rotina da vida nos desafia.

Seremos perseverantes? Mesmo contra as expectativas imediatistas que nos frustram em nossos desejos não satisfeitos, saberemos persistir?

Cultivar-se, com carinho e com ternura, em todos os momentos da vida, nos progressos e vitórias, nas dificuldades e insucessos, teimando consigo mesmo para evoluir sempre, eis o caminho para uma  uma vida feliz, para sua auto-realização e a modificação do seu comportamento menos condizente.

Se você um dia já alcançou sensíveis sucessos, mas desistiu do caminho encetado, vencido pelo cansaço ou pela “erupção de vulcões adormecidos” em seu subconsciente; vencido pelo medo ou pela inconstância na luta, recomece novamente hoje, com decisão e firmeza. 

Você nasceu para ser feliz! Você nasceu para realizar-se! Você nasceu para vencer!

Afirme-o com toda clareza e convicção, e persiga este alvo até o fim de sua vida.

Pense, deseje, queira e creia nisso: “Todos os dias, sob todos os aspectos, estou cada vez melhor”. 

E assim será!



(Autoria: Carlos Afonso Schimitt)

* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann

 

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando Por uma Humanidade Mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta