A Plena Liberdade e a Igualdade são o sentido da Fraternidade

Na reunião de hoje, quarta-feira dia 09/09/2015, o tema foi desenvolvido sobre a liberdade, a igualdade e a fraternidade, como assuntos relevantes para o ser humano em todos os tempos, como necessidade de sobrevivência e qualidade de vida.

crianças cristal

Nascemos nus e recebemos o espírito igualitário. Por quê?

Todos somos humanos e iniciamos por dilapidar-nos como pedra bruta,

sabendo ou desconhecendo, aprendendo ou ignorando,

com saúde ou na doença, vencendo ou perdendo batalhas,

conquistando degraus rumo à vitória, ou mesmo descendo várias vezes,

refazendo conceitos e desfazendo preconceitos,

polindo e aumentando o brilho do diamante de nossa alma,

ou simplesmente temperando cuidadosamente o ferro da moldura de nosso caráter,

para que seja forte como aço, eliminando nossas imperfeições e nos melhorar.

Todos precisamos um dos outros, pois ninguém vive sozinho,

sempre haverá uma mão para ser atendida, e outra para atender,

um olhar suplicante pedindo auxílio, e outros olhares pousando piedade,

mãos e braços a repartir o pão e a solidariedade.

Todos inevitavelmente somos humanos, 

simples e perecíveis seres de carne, sangue e ossos,

com um coração que pulsa pelo Amor Grandioso do Altíssimo,

todos somos passíveis de erros, ou atingíveis pelas imperfeições,

na jornada incessante da vida, lutando pela sobrevivência,

pelas garantias de sustento e conforto, no labor em prol da segurança,

da saúde, do amor, todos sob o mesmo manto azul do céu,

sobre a superfície desse planeta,

nos deslocando, vivendo, pulando, sentindo,

nesse imenso oceano de ar,

aprendendo, sorrindo, chorando, conquistando e vivendo,

eliminando as arestas e aperfeiçoando nossa existência.

E mesmo com toda a capacidade desenvolvida

em todos os campos tecnológicos,

do mundo, do vasto conhecimento humano empírico, 

Todos somos humanos, imperfeitos e angelicais,

filhos do Altíssimo, filhos da Luz!

Aprendendo, aperfeiçoando, iluminando

e essencialmente existenciais!

Que bom que estamos vivos,

galgando a imaculada escada de Jacó,

que eleva o homem degrau por degrau,

até a plenitude da Perfeição.


(Escritora paranaense  Patricia Kelly Hasselmann)

* Responsabilidade escrita, revisão, edição – Discípulo Elias

* Digitação, revisão – Patricia Kelly Hasselmann


Fraternalmente,

 

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando Por uma Humanidade Mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta