A Luz entre o Mal e o Bem

Caros leitores, 

Na reunião de quarta-feira dia 19/08/2020, repassamos a mensagem que segue:

A Luz entre o Mal e o Bem

            “Pelas nossas entranhas correm todos os sentimentos. Os melhores e os piores. Faz parte da natureza humana, não existe exceção. No entanto, o que fazemos com eles define quem somos e o destino próximo.

O processo de autoconhecimento é o primeiro degrau para alcançar a harmonia e o equilíbrio. Quando já conseguimos nos conhecer, de verdade, nos tornamos íntimos de nossas sombras. Esta cumplicidade serve, não para alimentá-las, mas ao contrário, para identificar a manifestação delas cada vez mais cedo, para que seja possível iluminá-las. Assim, face a rápida intervenção, aos poucos, as sombras perderão a força de influenciar as nossas escolhas.

Fingir que as sombras não nos habitam é muito perigoso. Ao negar as sombras, você concede a elas total permissão para se movimentar e se apoderar do seu ego, agigantando-o, em rota equivocada quanto a verdade.

Você será dominado sem perceber, de maneira sorrateira, pois o melhor truque delas é convencer que existem apenas nos outros. Elas iludem: nos fazem confundir amor com ciúme; justiça com vingança; direito com egoísmo; humildade com humilhação; sucesso com ganância; vitória com dominação.

Pensar que estamos imunes às suas artimanhas, fora do alcance de suas garras? Ledo engano. Então, invariavelmente, somos levados às escolhas erradas e adiamos o processo evolutivo. Por outro lado, ao perceber tudo isto, iniciamos a grande batalha da vida: iluminar as próprias sombras para, depois, transmutá-las.

Agradeça às sombras. Ao invés de brigar com elas, abrace-as. Nunca as perca de vista para que possam ser vigiadas e educadas. Elas são o contraponto, a sinalização dos obstáculos a serem superados”.


(Yoskhaz)


(Texto Via- Prem Abodha)

Fonte: https://www.facebook.com/photo?fbid=3801522576542875&set=a.562044343824064

Paz Profunda!
.’.

Fraternalmente,

Grupo Fraternidade EMC.

Trabalhando por uma Humanidade mais Feliz!

Esta entrada foi publicada em Cabala, Diversos, Pesquisas e Estudos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta